5 dicas para ter colaboradores mais ativos

Views:2619

 maisAtivosFlat

Colaboradores mais ativos costumam trazer ressultados positivos rapidamente

Contar com profissionais participativos dentro de um negócio é um grande mérito e, acima de tudo, uma vantagem inegável para as empresas. Afinal, esse envolvimento costuma trazer resultados positivos e rápidos, engajamento em projetos complexos e soluções criativas e inovadoras para possíveis problemas.

 

Para chegar a este ponto, porém, é preciso ter em mente como a gestão de recursos humanos pode contribuir para este processo. Pensando nisso, listamos aqui 5 dicas básicas, mas que podem trazer um grande resultado em médio e longo prazo.

 

1. Envolva-os na tomada de decisões

 

Nada é mais poderoso para engajar um colaborador do que dar a ele o poder de decidir sobre algo.Com isso, a empresa descentraliza seu poder de tomada de rumos e oferece maior autonomia a seus colaboradores, que devolvem a confiança empregada neles com motivação e resultados, ampliando o potencial competitivo do negócio.

 

Porém, para que esse processo de empowerment funcione bem, não basta transferir o poder a qualquer pessoa aleatoriamente. É preciso ter segurança das reais condições desse colaborador para atuar de forma responsável, como se ele próprio fosse proprietário do negócio, revelando sua capacidade para empreender e liderar.

 

2. Estimule projetos pessoais

 

E se cada empregado tivesse de uma a duas horas por dia para trabalhar em projetos pessoais? Ou ainda se setores totalmente distintos tivessem a chance única de interagir entre si a fim de compartilhar ideias que motivassem o nascimento de novos negócios tanto dentro quanto fora do ambiente de trabalho?

 

Ao estimular os colaboradores em suas ideias pessoais, as empresas têm uma chance de absorver em seus processos parte do potencial criativo de seus profissionais. Tendo a liberdade e os meios necessários, cria-se um caminho livre para que o trafego de ideias aconteça, o que abre a possibilidade de busca por alternativas que solucionem conflitos ou tornem os processos mais ágeis e efetivos, além, claro, de estreitar os laços entre as empresas e seus funcionários.

 

3. Seja transparente

 

Muitas vezes, embora o relacionamento das pessoas com o estabelecimento de uma hierarquia profissional não seja um problema, o tratamento oferecido a cada membro, independente da sua posição, deve ser igual, pois isso deixará claro o quanto a performance de todos é importante para o bom andamento dos negócios.

 

Além disso, jamais esconda dos colaboradores as decisões mais importantes tomadas pelo seu negócio. Deixar os profissionais a par do que acontece na empresa ajuda a evitar ruídos de comunicação capazes de levar a conflitos internos. Isso acontece principalmente por essa atitude proporcionar uma melhor compreensão sobre como o desempenho de cada profissional é avaliado e por que alguns deles recebem oportunidades distintas para mostrarem seu talento.

 

O mesmo cuidado deve ser tomado na projeção da imagem da empresa para os consumidores no lado de fora, estabelecendo um laço de confiança. Afinal, a percepção externa também tem a sua influência sobre o grau de interesse dos colaboradores em cumprirem suas tarefas.

 

4. Reitere os valores e a missão da empresa

 

Busque no mercado e mantenha em casa sempre aqueles profissionais que compartilhem as mesmas crenças promovidas e defendidas pelo seu negócio. Em complemento, procure reforça-las periodicamente através de atitudes individuais ou coletivas, ou por meio de outros recursos, sejam eles visuais, como cartazes e informativos internos, ou de caráter didático, como palestras, workshops e ações sociais.

 

Os valores e a missão da empresa também podem ser revisitados através da adoção de uma cultura de trabalho diferenciada, com rotinas mais variadas, o que, de quebra, ajuda a estimular a criatividade destes colaboradores já engajados e participativos.

 

5. Crie formas de reconhecimento e abra a carteira

 

Valorizar os profissionais mais dedicados ao seu negócio significará, para eles, a consolidação de um espaço para evoluir e construir uma carreira profissional sólida. Essa sensação de estabilidade traz maior segurança e satisfação às pessoas, deixando-as à vontade para que participem ativamente do dia-a-dia da empresa, uma vez que todo o seu esforço será recompensado no final.

 

E não seja muquirana: além de premiações por desempenho, procure pagar a um bom profissional o valor exato da sua importância para a sua empresa. A percepção de que não somos valorizados é um dos principais motivos pelos quais as empresas de hoje perdem seus principais talentos, ou, no mínimo, não conquistam o engajamento dos seus profissionais.


E você? Tem mais dicas sobre como estabelecer rotinas que permitam uma participação mais ativa dos colaboradores? Conte para nós nos comentários!

 

Deixe um comentário


Experimente já!

NOSSA CRENÇA

Acreditamos que o RH pode contribuir estrategicamente para melhorar os resultados da empresa. Mas, para isso acontecer, é preciso eliminar a burocracia (automatizando a gestão da informação) e aumentar os esforços para garantir o encaixe perfeito entre os objetivos da empresa e as pessoas que devem executar o negócio. É aí que se encontra o papel estratégico do RH: identificar e desenvolver talentos, avaliando performance e construindo equipes competitivas e motivadas.

Em nosso blog

contato

Rua Estados Unidos, 242

01427-000 - São Paulo -Brasil

+55 11 3042 9919

contato@meuplanoa.com.br

planoA no LinkedIn

planoA no Facebook