Qualidade na gestão das equipes

Views:5546

Serie "As respostas que todo RH deve ter na ponta da língua"

 

Constantemente falamos sobre o valor do capital humano para as organizações e o quanto as companhias já perceberam a necessidade de construir times de sucesso, com profissionais qualificados e engajados, para atingir bons resultados. No entanto, para que as pessoas se motivem e realmente possam se desenvolver, é fundamental que o RH tenha uma preocupação constante com a gestão das equipes.

Existem estudos que mostram que atualmente as pessoas se desligam mais de seus próprios chefes, por alguma insatisfação ou relacionamento, do que das organizações em si. Da mesma forma, quando possuem um líder que admiram, sua produtividade e felicidade com o trabalho costuma ser muito maior. Essa é apenas uma demostração do quanto a liderança influencia diretamente no dia a dia das empresas.

 

RH X Líderes

A área de recursos humanos deve, constantemente, se questionar com relação aos líderes de sua companhia e acompanhar de perto o trabalho realizado por cada gestor, bem como o rendimento de suas equipes. Além disso, é importante promover cursos e debates constantes para aprimorar e atualizar toda a liderança com boas práticas de mercado.

Existem diversos perfis de líderes, cada um com uma forma de gerir pessoas e alcançar resultados. No entanto, de maneira geral, todos devem ser vistos de forma positiva e servir como inspiração para seu time.

As respostas a algumas perguntas predefinidas podem ajudar o RH a avaliar, no dia a dia, como trabalham e quais os retornos de seus líderes e equipes, tais como:

 

  • Quais os gestores da empresa e qual o tamanho das equipes gerenciadas?
  • Quais os resultados financeiros de cada equipe, comparados com os objetivos?
  • Como é o desempenho individual das pessoas na equipe?
  • Quais as pessoas com potencial para enfrentar novos desafios?
  • Quais as pessoas que precisam de treinamento?
  • Quais as pessoas que precisam de coaching / direcionamento para melhorar seus resultados?
  • Qual a rotatividade e o absenteísmo da equipe de cada gestor?
  • Como o gestor é avaliado por colegas e subordinados?
  • Qual a contribuição de cada gestor aos resultados da empresa?

 

As respostas para todas essas questões, que podem ser adaptadas ao momento e à necessidade da companhia, podem nortear o RH sobre os pontos positivos e pontos de melhoria de cada setor. Uma área de vendas, por exemplo, pode ter um baixo resultado financeiro por conta da alta rotatividade ou absenteísmo. Neste caso é importante avaliar de onde vem o problema inicial e buscar soluções a curto prazo.

Por outro lado, uma área de marketing pode ter um excelente desempenho individual e, por conta dessa motivação e engajamento, trazer mais resultados do que esperado. Com essa informação o RH pode usar o desempenho como case para tentar aplicar as boas práticas realizadas pelo líder em outras áreas com estruturas semelhantes.

 

Aposte em acompanhamentos constantes

A qualidade na gestão das equipes deve ser algo acompanhado de perto e de grande importância para a companhia. Não adianta investir nestas questões apenas em momentos de crise ou pensando de maneira imediatista. Essas ações devem ser constantes e uma realidade nas organizações, tornando esse perfil de liderança, participativa e construtiva, parte do DNA da organização. O uso de tecnologias mais recentes, como as que estão baseadas na nuvem, e o investimento em  sistemas de gerenciamento de RH e painéis de controle orientados a gerenciamento de performance podem auxiliar no gerenciamento destas informações, permitindo uma visão individualizada de cada colaborador e de cada equipe.

Agora que você já sabe as respostas que todo RH deve ter na ponta da língua, que tal compartilhar este artigo com outros profissionais da área? Aproveite para deixar seus comentários e continue acompanhando nosso blog!

 

 

 

Deixe um comentário


Experimente já!

NOSSA CRENÇA

Acreditamos que o RH pode contribuir estrategicamente para melhorar os resultados da empresa. Mas, para isso acontecer, é preciso eliminar a burocracia (automatizando a gestão da informação) e aumentar os esforços para garantir o encaixe perfeito entre os objetivos da empresa e as pessoas que devem executar o negócio. É aí que se encontra o papel estratégico do RH: identificar e desenvolver talentos, avaliando performance e construindo equipes competitivas e motivadas.

Em nosso blog

contato

Rua Estados Unidos, 242

01427-000 - São Paulo -Brasil

+55 11 3042 9919

contato@meuplanoa.com.br

planoA no LinkedIn

planoA no Facebook