Turnover e absenteísmo

Views:21495

Serie "As respostas que todo RH deve ter na ponta da língua"

Para quem trabalha diretamente com a área de Recursos Humanos, o termo turnover faz parte do dia a dia. Para quem não tem tanta intimidade assim com o conceito, em linhas gerais, é a rotatividade dos profissionais na companhia, ou seja, o giro entre entradas e saídas dos colaboradores durante todo o mês. O acompanhamento dessa variação torna possível definir a saúde da empresa e pensar em novas estratégias. Ignorar o turnover pode ser um erro fatal.

Outro termo constantemente usado nas organizações é o absenteísmo, que designa a ausência dos profissionais no trabalho, seja por falta ou atraso. Trata-se da soma do tempo perdido quando os empregados não vão ao trabalho. Isso costuma ser um problema que assombra grande parte das empresas, que fazem diversas análises para entender e tentar solucionar os principais motivos causadores dessa ausência.

Mas de que forma saber as respostas para esses problemas pode ajudar o profissional de RH a melhorar sua empresa? É o que vamos aprender agora:

 

Questione-se

Existem algumas questões que você deve fazer sobre a organização em que atua, pois a partir de tais questões você encontrará soluções para os problemas pelos quais a empresa está passando. Pergunte-se:

  • Qual o custo causado pelo turnover?
  • Quais os motivos da minha taxa de turnover?
  • Qual meu turnover em cada unidade de negócios e qual a tendência no tempo?
  • Estou começando a controlar ou a perder controle do turnover?
  • Quem chega sempre tarde?
  • Quem fica no serviço por horas além da conta?
  • Quais as pessoas/unidades com maior grau de absenteísmo?
  • Quais os motivos?
  • Qual a média de absenteísmo e turnover de cada gestor/unidade de negócios?

As respostas para essas questões vão ajudá-lo, também, a identificar a gravidade de cada um desses déficits, bem como o quanto essas questões podem, de fato, interferir diretamente no sucesso do negócio. O ideal é identificar grande parte das falhas antes que elas tomem proporções muito maiores.

Com essas respostas e outras tantas mais em mãos, de acordo com as necessidades que for encontrando pelo caminho, você poderá acompanhar os indicadores e criar uma ação para cada um dos problemas encontrados. É importante lembrar que, para cada área ou nível hierárquico, por exemplo, as exigências e mudanças podem ser diferentes. Por isso é preciso analisar tudo com cautela e levando todos os fatores em consideração. Com as respostas em mente, o profissional de RH conseguirá propor soluções e estratégias para a resolução desses problemas.

 

Proponha soluções

Tanto o turnover quanto o absenteísmo, quando percebidos com uma frequência muito alta, podem interferir diretamente nos resultados da companhia. É importante que o RH fique atento e utilize essas informações de forma positiva, tentando propor soluções o mais rapidamente possível. Ter uma alta rotatividade de funcionários é negativo não só pelo tempo e dinheiro gastos com sua contratação e desligamento. Quando há muitas mudanças no quadro de colaboradores perde-se também a continuidade do trabalho e a lacuna entre uma contratação e outra é extremamente prejudicial tanto para as atividades rotineiras como para o andamento de projetos mais estruturados.

 

Invista no capital humano

O maior bem de uma empresa continua sendo seu capital humano, por isso a área de RH precisa estar sempre atenta e dedicar seus esforços a entender e motivar seus colaboradores, além de reter os talentos que possui e que contribuem diretamente para o crescimento da organização. Motivação e reconhecimento podem salvar.

 

Agora que você já sabe as respostas que todo RH deve ter na ponta da língua, que tal compartilhar este artigo com outros profissionais da área? Aproveite para deixar seus comentários e continue acompanhando nosso blog!

 

 

 

Deixe um comentário


Experimente já!

NOSSA CRENÇA

Acreditamos que o RH pode contribuir estrategicamente para melhorar os resultados da empresa. Mas, para isso acontecer, é preciso eliminar a burocracia (automatizando a gestão da informação) e aumentar os esforços para garantir o encaixe perfeito entre os objetivos da empresa e as pessoas que devem executar o negócio. É aí que se encontra o papel estratégico do RH: identificar e desenvolver talentos, avaliando performance e construindo equipes competitivas e motivadas.

Em nosso blog

contato

Rua Estados Unidos, 242

01427-000 - São Paulo -Brasil

+55 11 3042 9919

contato@meuplanoa.com.br

planoA no LinkedIn

planoA no Facebook