Seu RH é fraco?

Views:4019

RHSERIO FLAT

Atitudes que todo RH (sério) deve ter

 

Necessário, porém incapaz de produzir mudanças e entregar o que os líderes desejam. É assim que o departamento de RH é visto por boa parte das empresas. Uma pesquisa da Deloitte indica que apenas 30% dos gestores acredita que o RH tem boa reputação no que diz respeito à tomada de decisões e somente 22% acha que o departamento está se adaptando às necessidades dos colaboradores. De fato, quase sempre afogados em tarefas operacionais, os RHs tendem a ficar de fora dos assuntos estratégicos e das decisões mais relevantes ao negócio e (por incrível que pareça) ao próprio capital humano. Confira as 7 atitudes obrigatórias a qualquer RH e veja se está no caminho correto.

 

1. Conheça o negócio da empresa

Para alguns, pode parecer óbvio. Mas a verdade é que muitos profissionais de RH não sabem explicar com exatidão o que a empresa faz. Um RH relevante tem que conhecer a fundo o negócio da empresa, seu diferencial no mercado, seus concorrentes e, principalmente, sua estratégia de crescimento. A informação está em toda parte: do material de integração de novos funcionários (cuja produção ou atualização deve ter a participação do RH) às reuniões de diretoria, passando pelos bate-papos do café.

Se você não conhece e não contribui para os objetivos da empresa, os outros diretores nunca levarão você à sério. E com razão!

 

2. Tenha à mão informações atualizadas dos colaboradores

Mais um item que pode parecer básico, mas que nem sempre é levado em consideração: o RH tem a obrigação de obter e manter atualizadas informações sobre os colaboradores. Mais ainda. Tem que ser capaz de fornecer essa informação imediatamente, sempre que solicitada, quer seja pelas lideranças ou pelos funcionários. E a tecnologia está aí para dar uma mãozinha...

 

3. Conheça as pessoas

O RH tem que conhecer os colaboradores não apenas por sua ficha cadastral. É preciso saber circular nos mais diversos grupos, marcando presença de forma sutil, sem incomodar. Tanto os colaboradores como as lideranças têm de se sentir à vontade para procurar o RH sempre que for necessário. Fazer alguma refeição ou tomar um café junto de vez em quando sempre ajuda.

Veja mais:

Os 5 “musts” do RH eficiente

Como retomar a rotina após as férias

 

4. Analise dados e evite problemas

Um colaborador gerando um passivo muito grande de horas extras, um departamento com avaliação de performance defasada, salários totalmente fora daqueles praticados no setor. Essas e outras situações de alerta podem ser facilmente detectadas - e ajustadas - com a análise de relatórios automatizados. Cabe ao RH estratégico uma postura mais ativa, que ajude a evitar problemas, melhorar os resultados da empresa e manter os colaboradores felizes e engajados. O RH sério não pode viver afogado em tarefas operacionais.

 

5. Ajude a criar a cultura da empresa

Boa parte do que forma a cultura de uma empresa passa por ações do RH. Pode ser a forma de receber um novo colaborador, de comunicar mudanças, de comemorar uma conquista ou até mesmo de desligar um funcionário. Por isso, é importante que o RH crie alguns procedimentos padrão para determinadas situações e bata o pé para que sejam seguidos por todas as áreas.

 

6. Mantenha-se informado sobre seu setor

Essa atitude serve para todo e qualquer profissional. E, em geral, a desculpa para não adotá-la é sempre a mesma: falta de tempo. Mas estar informado sobre o setor não é uma banalidade e não pode ser visto como tarefa extra. Conhecer novas políticas, recursos tecnológicos, práticas de sucesso, etc. sem dúvida alguma trará benefícios para seu trabalho. Estipule metas e mantenha-se firme para cumpri-las. Programe, por exemplo, a participação em pelo menos um evento de RH/gestão de pessoas por trimestre; visite diariamente dois ou três canais importantes de notícias do setor; procure ler um artigo como este por dia. ;)

 

7. Participe ativamente das decisões

Com informação atualizada, análises baseadas em relatórios objetivos, bom trânsito entre os colaboradores e uma postura proativa orientada à melhora dos resultados da empresa, o RH certamente deixará de ser coadjuvante nas decisões. Planeje suas ações e ganhe a confiança dos demais líderes para exercer seu trabalho com mais liberdade. Afinal, se o capital humano é o coração das empresas, o RH tem que ser atuante (e relevante) para as pessoas e para o negócio.

 

Como é o RH em sua empresa: operacional ou também estratégico? Gostaria de acrescentar algum item a essa lista? Tem alguma experiência para compartilhar? Mande seu comentário pra gente.

Veja também:

5 motivos para fazer avaliação comportamental

Como ter uma boa política salarial

 

 

 

 

Deixe um comentário


Experimente já!

NOSSA CRENÇA

Acreditamos que o RH pode contribuir estrategicamente para melhorar os resultados da empresa. Mas, para isso acontecer, é preciso eliminar a burocracia (automatizando a gestão da informação) e aumentar os esforços para garantir o encaixe perfeito entre os objetivos da empresa e as pessoas que devem executar o negócio. É aí que se encontra o papel estratégico do RH: identificar e desenvolver talentos, avaliando performance e construindo equipes competitivas e motivadas.

Em nosso blog

contato

Rua Estados Unidos, 242

01427-000 - São Paulo -Brasil

+55 11 3042 9919

contato@meuplanoa.com.br

planoA no LinkedIn

planoA no Facebook